Lâmpadas incandescentes serão banidas do mercado

Informe DELUMINI

As lâmpadas incandescentes serão banidas do mercado até 2016, segundo o Ministério de Minas e Energia. Isto porque a tecnologia utilizada já se tornou obsoleta diante das novas opções de iluminação disponíveis no mercado.

A intenção é que elas sejam substituídas por versões mais eficientes e duráveis, como a iluminação LED, por exemplo. A medida trará ao país uma economia de 10 terawatts-hora (TWh/ano) até 2030 – mais do que o dobro conseguido com o Selo Procel, utilizado atualmente – e a expectativa é que deixem de ser liberados na atmosfera  um milhão de toneladas de CO² até 2020.

Na lâmpada convencional, inventada por Thomas Edison em 1879, apenas o equivalente a 5% da energia elétrica consumida é transformada em luz. Já uma fluorescente, por exemplo, chega a gastar até 80% menos e a ter vida útil acima de dez mil horas – contra apenas mil horas das incandescentes.

No mercado brasileiro, quatro fabricantes produzem 147 modelos de lâmpadas incandescentes. A estimativa é que 80% da iluminação residencial sejam feitas por este tipo de lâmpada.  Atualmente, o Brasil consome cerca de 300 milhões de lâmpadas incandescente contra 100 milhões de lâmpadas fluorescentes compactas que fornecem quantidade maior de luz com um custo energético muito inferior à incandescente. As lâmpadas fluorescentes compactas poupam 75% e as de halogênio entre 25% a 50%.

Desde 2009, a União Européia já alertava sobre o fim das lâmpadas incandescentes. A solução para os consumidores é adotar lâmpadas com tecnologia mais avançada que unam economia com melhor iluminação.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s